Meus queridos.

Em vídeo recente me referi à perda de valores, como um dos fatores mais importantes das crises , inseguranças e tensões  porque passa o mundo- e o Brasil de forma especial. Nesse vídeo  digo  que para entender o que se passa nos acontecimentos, não basta que fiquemos em sua superfície, mas devemos nos aprofundar em suas causas, como para entender o mar, dizia, não é suficiente contemplar suas ondas mas é preciso entender sua profundidade e extensão.

Creio que a questão sobre valores e os debates que se travam em torno deles acontece exatamente pela falta de aprofundamento se trava em torno de seu significado, de sua natureza, enfim o que são valores, quais se modificam, como se modificam e quais permanecem, em que condições permanecem.

Reporto-me ao que escrevi em meu mais recente livro:” A NOVA UNIVERSIDADE num mundo em transformação”, com base nas análises do livro PARTICIPAÇÃO E SOLIDARIEDADE:

—————

“Nesse livro, além da análise sobre esse momento de transição e o advento de uma nova sociedade- a civilização pós tecnológica, ou a civilização participativa e solidária, me refiro e procuro interpretar o conjunto desses valores que crescem no mundo, como uma nova “Massa de Consciência” sintonizada com as transformações trazidas pela Ciência e pela Tecnologia.

Esses valores crescem e se manifestam em todo mundo das mais diversas formas, e estão presentes na África como na América, na Europa como na Ásia, independentemente de raças, de crenças, de culturas, ou de qualquer outro atributo, e faço questão de acrescentar, cresce em número cada vez maior de consciências e nas aspirações de toda a humanidade.

Creio que é o próprio instinto de sobrevivência da espécie humana, ou é a Providência divina, para os que respondem dessa forma ao mistério da vida e da espécie humana, que se manifesta e há de levar o processo civilizatório a bom termo, ao ponto Ômega, na concepção de Teilhard de Chardin, concepção em boa parte responsável por essa perspectiva, que ainda há de ser objeto de aprofundamento maior, na sequência dessas reflexões.

Idênticos entre si onde quer que se manifestem, esses valores, no entanto, estão ainda razoavelmente indefinidos e dispersos, sem algo que os aglutine como um movimento sincronizado, mas essa aglutinação virá, despertada por uma razão qualquer, pode ser ao acaso neste mundo de iteração globalizada, ou pelo próprio crescimento inevitável da Massa de Consciência.”

——————-

Adiante o livro, igualmente com base no livro Participação e Solidariedade identifica os valores essenciais da Massa de Consciência  e explica sua origem e porque, esses são valores inerentes a evolução da natureza e da espécie humana e, nessa condição não podem ser perdidos, porque perde-los seria destruir a civilização, ou a própria espécie humana

Diz o livro A NOVA UNIVERSIDADE num mundo em transformação:

——————–

Cito alguns dos anseios e valores que compõem a Massa de Consciência, ponto de partida, inspiração e fundamento de uma nova Síntese Social capaz de ordenar a nova civilização.

Entre esses anseios e valores, lembro :

-a sustentabilidade ambiental e o amor à natureza, à justiça e à paz;

-os direitos humanos, a vida como valor essencial, uma nova ética pública e pessoal;

-o pluralismo e a convivência cooperativa e solidária de culturas, de raças, de regimes, de costumes, de modos de agir e de pensar;

-A fé, ou a crença num mundo transcendente, a Vida, ou o Ser, que torna relativas as realidades imanentes, e que pode se expressar através das mais diversas formas de religiosidade, ou espiritualidade no sentido mais amplo do termo,estabelecendo valores e cada vez mais convivendo ecumenicamente,na diversidade da complementação mútua.

-ou seja, um mundo sustentável, pluralista e comprometido com a dignidade humana;

-um mundo participativo, tomando o lugar do mundo competitivo, concentrador e excludente, que à vezes as próprias universidades continuam a ensinar,como se vivêssemos ainda na era das tecnologias baseadas na mecânica ou na máquina a vapor.”

 

—————

Enfim recorro de novo à NOVA UNIVERSIDADE que explica o porque esse valores não podem ser destruídos, ao contrário, são valores  em contínua evolução, parte do próprio processo de  evolução do mundo e da espécie humana e sua perda pode significar a própria ruptura da espécie humana.

Ensina o livro que o processo de evolução através do qual a sociedade humana, e toda natureza sobrevive, acontece como uma transformação do ser simples, unicelular o mais primitivo até o homem ,o mais avançado, em sua extrema complexidade, não só de cédulas mas de todos o sistema vital ,e mais ainda, da consciência.

Esse processo é explicado da seguinte forma:

““Este caminho para a perfeição,no entanto,somente ocorre na medida em que ocorra, paralelamente, a organização da complexidade. Se essa organização paralela não acontecer, o crescimento da complexidade leva ao caos. O caos, isto é a desorganização dos componentes do ser, significa a negação do funcionamento harmônico do todo e da complementaridade das partes e, portanto, a morte.”

 

———–

Meus amigos e queridas amigas é isto, Se os valores fundamentais, esses da Massa de Consciência e os que deles decorrem- e isto veremos em próximas reflexões, é a própria civilização que está ameaçada, ou seja, o homem e sua convivência como sociedade civilizada.

Concluo, meus queridos, minhas queridas, sabendo que mergulhar nas profundezas do mar é às vezes é mais difícil do que surfar em suas ondas. Mas é necessário, e quem fizer dessa experiência parte de sua vida, tenha certeza que estará crescendo e colaborando para a construção de um  futuro melhor, para as próximas gerações para o Brasil e para mundo.

Acesse e divulgue nossa rede social. Comente e compartilhe

 

Postado em:
Last Modified: outubro 20, 2017

Deixe uma resposta